Médica brasileira é eleita uma das 10 cientistas mais importantes do mundo

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Uma brasileira está na lista dos 10 melhores cientistas de 2016, segundo a revista Nature — uma das mais importantes no campo científico. Especialista em doenças infecciosas da Fiocruz de Pernambuco, Celina Turchi foi uma das profissionais responsáveis por liderar a pesquisa que descobriu a relação entre a microcefalia e o Zika vírus.

A médica, que é formada pela Universidade Federal de Goiás, mestre em epidemiologia pela London School of Hygiene & Tropical Medicine e doutora pelo Departamento de Medicina Preventiva da Universidade de São Paulo, contou com o auxílio de epidemiologistas, pediatras, neurologistas e biológos especialistas em reprodução para concluir a sua pesquisa.

“São cientistas que têm muito interesse, que se empenharam muito, trabalharam em equipes multidisciplinares, com múltiplas universidades e institutos de pesquisa. Esta distinção é para todos os componentes deste grupo. Sinto que só estou representando um grupo de cientistas e profissionais de saúde do Brasil”, afirmou Celina à agência Lusa.
Para chegar à conclusão que existia relação entre o mosquito e a doença, Celina comparou bebês recém-nascidos com microcefalia e sem microcefalia, todos nascidos nos mesmos hospitais públicos de Recife, todos entre o período entre janeiro e maio de 2016.

Foi analisado o sangue e o líquido cefalorraquidiano - que envolve o sistema central - que todos os bebês pesquisados. Ao fim do estudo, foi constatado que 13 dos 32 bebês com microcefalia tinham o vírus nas amostras, enquanto nenhum bebê saudável estava na lista. A partir daí, ficou estabelecido que "a epidemia de microcefalia é o “resultado da infecção congênita por zika".
Correio 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP