Preso que trabalha no presídio recebia R$ 1 mil para repassar 'arremessos'

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Simões Filho: Preso que trabalha no presídio recebia R$ 1 mil para repassar 'arremessos'Um preso do Conjunto Penal de Simões Filho foi identificado por agentes penitenciários como facilitador para a entrada de materiais ilícitos na unidade. Segundo informações do Sindicato dos Agentes Penitenciários da Bahia (Sinspeb), Jairo Silva de Oliveira, trabalha nas dependências da penitenciária e tem acesso aos objetos arremessados para dentro do perímetro do conjunto penal. Os funcionários afirmam que ele os introduzia por uma abertura no esgoto do pátio para que os demais detentos pudessem recolher o material. Jairo também trabalhava em fábricas montadas nos fundos da unidade, ganhando R$550,00 por semana (R$ 2.200 por mês). Questionado sobre a atividade ilegal, o preso informou que recebia R$ 1.000 por arremesso repassado aos detentos. BN

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP