Asfalto no entorno da Igreja da Missão gera polêmica e divide opiniões em Jacobina

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

A pavimentação asfáltica na Praça 2 de Julho e Praça da Missão, que deveria ser uma melhoria significativa e motivo de apoio popular, acabou gerando muitas críticas e dividindo opiniões em Jacobina. Para muitos, “esse é um patrimônio histórico da cidade”, mas outros jacobinenses discordam e acreditam que “o asfalto no entorno da igreja traz melhorias, já que apenas o templo religioso é um patrimônio histórico” e não pode ser alterado.

As discussões sobre a polêmica da pavimentação asfáltica tomou proporções ainda maiores, inclusive com intervenção da própria Igreja Católica em Jacobina. Para uma parte da população, esse é o curso natural do progresso. No entanto, para outros, seria a ‘destruição’ da imagem interiorana da Praça da Missão. As divergências sobre a modificação na pavimentação da Praça da Missão estão longe de acabar, mas pelo menos em um aspecto todos concordam: os paralelepípedos não são patrimônio histórico, já que até a década de 1940 não havia sequer pavimentação no local.

Outro ponto observado por um leitor é que, a mesma pavimentação em paralelepípedos utilizada no entorno da Igreja da Missão foi também feita na Praça 2 de Julho, onde a obra já está quase concluída e sem gerar a mesma polêmica na cidade.

Diante de toda a tempestade que se formou, o prefeito de Jacobina, Rui Macedo, determinou que o entorno da Igreja da Missão não fosse pavimentado com o asfalto. A questão agora, após o término da obra naquele local, é que muitas críticas sobre o aspecto diferente já são feitas: “metade asfalto, metade paralelepípedos, que coisa estranha”, disse outro leitor do JN.

Confira as mudanças na Praça da Missão nos últimos 60 anos:
Fonte: Jacobina Notícias.

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP