ACAL discute qualidade da água e segurança do trabalho em assembleia

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Durante assembleia realizada no ultimo dia (17/11), no auditório da Associação Comunitária e Assistencial de Lages, no distrito de Lages do Batata, no município de Jacobina foram abordados diversos assuntos dentre eles a atual situação da qualidade da água e segurança para os trabalhadores envolvidos no processo de tratamento e distribuição do precioso liquido. 

A presidente da ACAL, Patrícia Soares da Silva, compartilhou com os demais membros que compõem a instituição, os investimentos que vem sendo feito para oferecer a população da comunidade uma água cada vez melhor e dentro dos padrões de potabilidade exigidos pelos órgãos reguladores.

Esteve presente o Técnico em Química, Leone Carvalho, especialista Análises Químicas e Biológicas, que tem prestado serviços a associação na implantação do sistema de cloração da água e ajustes ao que estabelece a portaria 2914/2011, do Ministério da Saúde, em especial seu Art. 3°.

"Toda água destinada ao consumo humano, distribuída coletivamente por meio de sistema ou solução alternativa coletiva de abastecimento de água, deve ser objeto de controle e vigilância da qualidade da água".

Para tanto, a associação não medido esforços para se adequar as exigências legais, acordados com o Ministério Público Estadual e com o próprio município, tendo em vista que a ACAL tem atualmente a concessão do sistema de abastecimento de água da comunidade por um período de 05 (cinco) anos, prazo este que poderá ser renovado ao seu final.

Em assembleia também foi discutido o planejamento das ações que visam informar a população consumidora sobre qualidade da água, expansão do sistema, investimentos e melhorias nos serviços.

Outro tema abordado durante a reunião foi a segurança dos trabalhadores envolvidos no processo de tratamento e abastecimento na comunidade. Esta abordagem foi feita pelo Técnico em Segurança do Trabalho, Antônio Carlos Alves.

Para o profissional, a segurança dos trabalhadores é primordial para a qualidade e eficácia dos serviços prestados a população. Com a implantação do sistema de cloração, os trabalhadores passaram a ter contato com produtos químicos e por este motivo, a direção da ACAL foi orientada a adquirir alguns Equipamentos de Proteção Individual - EPI's (óculos, protetor facial com filtros contra gases e vapores, capacetes, etc.), além dos que ja eram utilizados pelos colaboradores.

Também serão implementados nos próximos dias, programas, treinamentos e capacitação, que possibilitarão melhor qualidade de vida destes funcionários, conforme previsto nas Normas Regulamentadoras do MTE, em especial a NR-9 que fala sobre a obrigatoriedade da elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como empregados, do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA, visando à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais.
Prevenção em Foco.

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP