Prefeito de São Gonçalo dos Campos renuncia ao mandato

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

O prefeito de São Gonçalo dos Campos, Antonio Dessa, conhecido como “Furão”, renunciou o seu mandato na tarde desta terça-feira (11). De acordo com ele, a renúncia aconteceu porque na próxima semana ele irá se submeter a uma cirurgia cardíaca no Hospital Sírio Libanês em São Paulo.

Furão disse que a decisão partiu depois da avaliação que até o dia 31 de dezembro as administrações atuais tendem a diminuir o seu ritmo até as próximas assumirem. Como faltam aproximadamente cerca de 70 dias para o fim do seu mandato ele preferiu antecipar a saída da prefeitura renunciando. Quem assume agora é o seu vice-prefeito Flávio Barreto Falcão, conhecido como “Fau Bulê”. Flávio é o mesmo vice-prefeito do novo prefeito que foi eleito, Carlos Germano do PSD.

“Tenho que ser sensato. Só faltam cerca de 70 dias para meu mandato acabar. Não é justo com a cidade que eu me ausente 30 dias para a cirurgia e depois me ausente para revisão e na recuperação. O mais justo e sensato para não atrapalhar a cidade é renunciar de uma vez por todas. E com essa renúncia, além de fazer a minha cirurgia com mais tranquilidade proporciono ao futuro prefeito Carlos Germano uma possibilidade de ajustar a sua administração mais cedo. Eu renunciando o meu vice “Fau Bulê” assume agora, ajusta as coisas com Carlos Germano e quando ele assumir já vai encontrar uma prefeitura com o seu toque. Com o atual vice que será o vice dele, poderá ajustar as coisas ao seu modo e assumir em 1º de janeiro já tocando adiante o barco e fazendo a administração”, afirmou.
Furão destacou que dessa forma todos saem ganhando. Ele, que irá fazer a cirurgia com tranquilidade, o prefeito eleito Carlos Germano que antecipa o período de transição e o também o povo que terá uma cidade sob o toque do novo prefeito. Ele informou que deixa a prefeitura de São Gonçalo dos Campos com a folha de funcionários e as contas de um modo geral em dia. Segundo ele, seu futuro político agora será ao lado do seu filho João Pedro por quem ele passará a ser liderado politicamente.

“Saio hoje e deixo a folha em dia. De mil funcionários que a prefeitura tem só dez não receberam porque são de programas federais, o dinheiro atrasou e não podemos pagar com outro recurso. Deixo os empréstimos consignados em dia, descontados e repassados para o banco.Transporte sem atraso e médicos pagos. As contas e funcionários de modo geral em dia. Os fornecedores temos alguns atrasos porque o período é difícil. Eu deixo de ser liderança política por opção e passo a ser liderado. O meu futuro político hoje depende do meu filho, sou um soldado do meu filho João Pedro que é um jovem de uma personalidade forte e sensato”, completou.
Acorda Cidade

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP