Polícia diz ter solucionado mistério de bebê inglês que desapareceu há 25 anos na Grécia

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

O sumiço do pequeno Ben Needham, há 25 anos, quando brincava no quintal da casa dos avós maternos na ilha grega de Kos, perseguiu sua família e toda a Inglaterra por todos esses anos. O caso ficou aberto pela polícia inglesa até essa semana, quando investigadores anunciaram terem desvendado o mistério do que aconteceu com o garoto. 

Os pais de Ben, que são de Sheffield, na Inglaterra, sempre disseram que o menino foi sequestrado. A polícia anunciou esta semana que encontrou um item que estaria com Ben na hora que ele sumiu. Segundo o Daily Mail, seria um carrinho de brinquedo, que foi achado no local onde uma retroescavadeira despejava entulhos de uma obra que acontecia na casa dos avós do menino. Ao todo, 93 objetos serão examinados por peritos ingleses. 

Para a apolícia, a evidência sugere que Ben foi morto de maneira acidental no local das obras."Eu encontrei Kerry (mãe de Ben) e outros membros da família dela no final de semana. Mostramos o item recuperado. Era algo que estava com Ben quando ele desapareceu. Kerry confirmou isso. Foi um momento emotivo para todos nós", afirmou o detetive John Cousins, segundo o Daily Mail. 

As buscas foram retomadas depois de denúncias de que o operador de retroescavadeira Konstantinos Barkas podia ser responsável pela morte do garoto, depois que ele foi visto limpando uma área perto de onde Ben brincava quando desapareceu. Barkas morreu de câncer no último ano. Para Christine, avó de Ben, o carrinho deve ter sido abandonado por Konstantino. 
Uma equipe de 19 pessoas fizeram buscas por 21 dias próximo ao sítio dos avós de Ben e em um ponto a cerca de 750 metros. Neste segundo local, foi encontrado o carrinho de Ben. O detetive afirmou que os 93 itens encontrados eram de "baixo interesse", exceto pelo carrinho, que era de "maior significância". "É minha opinião profissional que Ben Needham morreu como resultado de um acidente próximo à casa em Iraklis onde ele foi visto por último brincando", afirma o detetive. "A descoberta e o local reforçam a crença de que houve retirada de material dali no dia do desaparecimento ou logo depois".

O corpo do garoto, contundo, ainda não foi encontrado. "A polícia disse que é hora de encerrarmos esses 25 anos de buscas. Mas eu não posso dizer que acabou, sabendo que Ben ainda está em algum lugar naquela ilha. Isso me deixa psicologicamente péssima. Não quero me sentir pior do que me sinto", diz a mãe. "Alguém sabe onde ele está. Pelo amor de Deus, ajudem-me a encontrá-lo". Para a mãe, Konstantino preferiu esconder o que sabia e morreu com detalhes do fatídico dia. "Espero que ele amargue no inferno".
Correio 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP