Justiça liberta acusados de matarem empresário feirense

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Mello, concedeu liberdade aos três acusados de matarem o empresário de Feira de Santana, Gil Marques Porto Neto, em maio de 2014. O ministro acatou pedido da defesa que requereu a liberdade dos réus, já que o caso nunca foi a julgamento.

De acordo com informações da Tribuna Feirense, serão soltos nesta quinta-feira (13), Ailton Nascimento da Silva, cabo da polícia militar, conhecido como Careca e o ex-agente penitenciário Gregório dos Santos Teles, apontados como mandantes. Também deixa a prisão Eliomar Alexandre Rocha Nunes, apontado como executor do crime.

O caso

Gil Marques era proprietário da GP Imobiliária e foi assassinado aos 32 anos. A vítima conduzia um veículo BMW, branco, de placa OLF-2525, quando foi alvejada com sete tiros, sendo quatro deles no rosto. Segundo populares, dois homens em uma motocicleta de cor vermelha efetuaram os disparos e fugiram. Baleado, Gil Porto perdeu o controle do veículo, que subiu em uma calçada e colidiu em um muro.

De acordo com a polícia, o crime foi causado por uma disputa de um terreno na Avenida Noide Cerqueira. O terreno tinha sido vendido pela imobiliária de Gil Porto Neto pelo valor de R$ 720 mil reais no ano de 2011. Gregório Teles teria invadido a área, falsificado uma escritura e colocado placa de venda no imóvel. A irregularidade foi descoberta pelo empresário no fim do ano passado. Gil o procurou para tirar satisfações e eles discutiram.
Informações da Tribuna Feirense

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP