recent

Jovens de classe média formam quadrilha para vender dinheiro falso pela internet

O programa jornalístico da Rede Globo, Bom Dia Brasil, publicou em sua edição desta segunda-feira (24) um alerta para a invasão de notas falsas que está deixando muita gente no prejuízo. A novidade é que quadrilhas de jovens de classe média estão vendendo dinheiro falso pela internet. As quadrilhas enviam o dinheiro ilegal pelo correio. Só este ano, o Banco Central já recolheu 350 mil notas falsas. 

Tem dinheiro falso para todo lado, e muito. Minas Gerais é o terceiro estado do país com o maior volume de notas falsificadas retidas, depois de São Paulo e do Rio de Janeiro. Mas o Ceará surpreendeu neste ano: passou do décimo-segundo lugar para o quarto no ranking do Banco Central.

E o que tem chamado a atenção da Polícia Federal é o perfil desses falsificadores. Geralmente, são jovens, de classe média com acesso a tecnologia avançada. A ousadia é tanta que essas notas falsas são negociadas em redes sociais, sites de compras e até páginas deles mesmos.

“São jovens querendo um acesso fácil a dinheiro, mesmo os que não precisam. Eles querem demonstrar para os amigos ou gerar um status social ali que eles não têm”, explicou o delegado Igor Cedrola, na Polícia Federal.
Em uma página são oferecidas notas de R$ 2 por R$ 0,75 cada uma. O falsificador exige pedido mínimo e até dá orientações sobre como repassar o dinheiro falso. Nas redes sociais, tem tabela de valores. E a encomenda vai pelo correio. Tem muita gente interessada nas ofertas.

Segundo a Polícia Federal, as falsificações, muitas vezes, são feitas com impressoras simples, mas confundem bastante. Notas de R$ 100 mostradas na reportagem, por exemplo, têm até o holograma. O Banco Central tem um aplicativo que pode ajudar a identificar as fraudes. Ele não reconhece se a cédula é falsa, mas mostra os elementos de segurança que as originais têm.

Além da marca d´água, a textura do papel da cédula é diferente, é mais áspera que o comum e tem autorrelevo. Nas notas de R$ 10 e de R$ 20 os números mudam de cor ao movimentar a cédula; as de R$ 50 e de R$ 100 têm uma faixa holográfica no cantinho. E todas as notas têm um fio de segurança. Quem falsifica dinheiro, compra ou repassa essas notas falsas comete crime. E pode pegar até 12 de cadeia. CDP
Jovens de classe média formam quadrilha para vender dinheiro falso pela internet Jovens de classe média formam quadrilha para vender dinheiro falso pela internet Reviewed by Augusto Urgente on 24.10.16 Rating: 5