Homem que matou pastora e prima é condenado a 30 anos de prisão

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Adriano Silva dos Santos foi condenado a 30 anos de prisão em regime fechado na noite de quarta-feira (19), em Vitória da Conquista, na Região Sudoeste do estado. Ele é apontado como autor das mortes da pastora Marcilene Oliveira Sampaio e da prima dela, Ana Cristina Santos Sampaio, em Vitória da Conquista, ocorridas em janeiro deste ano.

O julgamento começou pela manhã e terminou por volta das 21h30, no Fórum João Mangabeira. De lá, Adriano Santos foi levado para o Presídio Advogado Nilton Gonçalves, na cidade.

A promotoria aponta Adriano como o executor das mortes das vítimas, que, na época do crime tinham acabado de sair da igreja que fundaram. De acordo com a polícia, Adriano e outro suspeito, Fábio de Jesus Santos, teriam matado as mulheres a mando do pastor Edimar Brito. Fábio e Edimar também foram presos, mas recorreram à Justiça e serão julgados separadamente.
Agora na Bahia 

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP