ACM Neto é reeleito prefeito de Salvador no primeiro turno

domingo, 2 de outubro de 2016


O prefeito ACM Neto foi reeleito neste domingo (2), confirmando pesquisas que indicavam seu amplo favoritismo na disputa em Salvador. Ele derrotou, entre outros, os candidatos Alice Portugal (PCdoB) e Pastor Sargento Isidório (PDT). Com gestão aprovada pela maioria dos soteropolitanos, Neto teve uma campanha tranquila e esteve à frente o tempo inteiro nos levantamentos de votos.

Com 80% das urnas apuradas até o momento, neto tem 73,94% dos votos válidos. Alice Portugal tem 14,69% e Pastor Sargento Isidório 8,44%. Claudio Silva (PP) tem 1,48% , Fábio Nogueira (PSOL) tem 1,09%, Célia Sacramento (PPL) 0,24% e Da Luz (PRTB) aparece com 0,13% dos votos válidos.

Em entrevista ao CORREIO, Neto falou de suas prioridades para a nova gestão. “De um lado, o desafio é garantir a consolidação do que conquistamos nessas áreas. Do outro, é claro, trazer novidades. Caso eu seja reeleito, não haverá governo de continuísmo. Provavelmente, farei uma reformulação administrativa”, disse. “A prefeitura vai apresentar, em caráter emergencial, propostas que possam estimular a economia de Salvador. A ideia é que a cidade possa sair da crise antes das outras capitais”. 

Histórico
Atualmente com 37 anos, ACM Neto foi eleito prefeito de Salvador em 2012, em sua segunda tentativa – em 2008, perdeu ainda no primeiro turno. Formado em Direito pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), ele foi líder do DEM na Câmara dos deputados, além de vice-presidente e corregedor da Câmara.

Seu envolvimento com a política vem desde cedo e de família. Ele é neto de Antônio Carlos Magalhães, falecido em 2007, e sobrinho de Luís Eduardo Magalhães, morto em 1998. Precoce, com 11 anos fundou o grêmio estudantil do Colégio Maristas. Estudou Direito na Ufba e nesta época se filiou ao então PFL, do qual presidiu a ala jovem no estado e no país.

Em 2002, já formado, ensaiou um passo mais alto. Um dos amigos e colaboradores mais próximos do senador ACM lembra que, naquele ano, o avô queria que, inicialmente, o neto tentasse eleição para a Assembleia. O plano era lançá-lo deputado estadual, cargo que serviria como laboratório de experiência política para o pupilo. Mas Neto foi candidato a deputado federal e surpreendeu com o bom desempenho. Com 400.275 votos, Neto se tornou deputado federal aos 23 anos.

Ele se reelegeu deputado nas eleições de 2006. Em 2008, foi candidato à prefeitura de Salvador pela primeira vez, mas não teve votação suficiente para chegar ao segundo turno.

Em 2010, voltou a ser eleito deputado federal – foi o mais votado da Bahia e o oitavo mais votado no Brasil. Em 2011, ele foi escohido o 6º parlamentar mais influente do Congresso. Em 2012, se candidatou novamente à prefeitura de Salvador. Ele disputou segundo turno com Nelson Pelegrino (PT) e foi eleito com 53% dos votos.
Fonte: Correio 24h. 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP