A leitura e o legado das urnas em Jacobina; por Maurício Dias

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

O resultado das eleições em Jacobina pode auxiliar as pessoas a tirar diversas conclusões, desde os erros cometidos pela atual gestão, a presença ainda viva da polarização entre dois grupos políticos hegemônicos e que se alternam no poder, a cooptação intempestiva de cabos eleitorais, os equívocos nas alianças, os erros na estratégia de marketing, enfim, cada um cidadão verá o processo pelos mais diferentes vieses desse complexo assunto que é a política partidária em nosso município. A "paixão" política deve ficar para o eleitor comum, enquanto a sobriedade deve prevalecer aos líderes partidários.

De nossa parte, vemos, objetivamente, que um dos maiores responsáveis pela condução desse processo eleitoral que desencadeou na considerável votação e consequente vitória da chapa do Democratas foi, sem sombra de dúvidas, o imbróglio do Hospital Regional Vicentina Goulart, a sua frequente e extenuante visibilidade midiática durante esses últimos anos, aliado a outros fatores que se associaram ao desgaste do atual gestor, a falta de pragmatismo do candidato petista que, fiel aos seus princípios ideológicos (isso não é demérito, é fidelidade), limitou sua candidatura ao campo propositivo numa região ainda acostumada a cultura fisiologista. Portanto, vence quem a ela se adapta melhor.

Não obstante os gritos e ruídos de vencedores e vencidos, há de se lembrar que lições devem ser tiradas. Uma delas de que política eleitoral é semeadura: quem planta, colhe. Nenhum resultado que venha das urnas deve ser motivo de revolta ou insubordinação, mas reflexão. Entretanto, cabe-nos alertar que o futuro sempre reclama prestação de contas, cobra atitudes e ações, as promessas supostamente não cumpridas, as decisões contrárias à vontade popular, o unilateralismo e a antipatia de governantes. Que não se deixe para última hora o que se pode fazer de véspera, pois os efeitos colaterais respingam nas urnas. Não se permita criar motes a adversários, eles sempre estarão atentos e vigilantes, fazendo reverberar os equívocos daquele que segura a caneta e o diário oficial.

Maurício Dias do site Cidadão do Povo - Jornalismo sem censura.

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP