MPF pede reparação ao dano moral coletivo por morte de Domingos Montagner

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Uma procuradora do Ministério Público Federal de Sergipe (MPF-SE) sugeriu à prefeitura de Canindé do São Francisco a criação de um monumento e de uma escola de teatro e circo como forma de reparação ao dano moral coletivo pela morte do ator Domingos Montagner. Para Lívia Tinôco, o poder público estadual e municipal foi omisso no caso por não oferecer equipamentos de segurança e por não ter autorização para realizar obras na área, que pertence à União. Os serviços de urbanização na prainha de Canindé de São Francisco, às margens do Rio São Francisco, foram feitos sem solicitação de cessão do terreno à Superintendência de Patrimônio da União (SPU). “A inauguração das obras da Prainha do Rio São Francisco convidam as pessoas a usarem o local para banho. Desde aquela época, a área deveria estar devidamente sinalizada e com salva-vidas trabalhando no local”, aponta a promotora. O MPF-SE já enviou ofício convocando o prefeito de Canindé do São Francisco, José Heleno da Silva, para firmar o acordo para a construção da escola de circo e teatro e do "monumento que reverencie a alegria das atividades circenses em homenagem à memória do ator", como descreve nota do órgão. Montagner morreu afogado na quinta-feira (15) em Canindé de São Francisco após mergulhar no Rio São Francisco. BN

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP