Justiça decreta prisão preventiva de corretor por apropriação de R$ 129,5 mil

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Após o pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA), o corretor de imóveis Gerson Soares Cavalcante foi preso preventivamente, em Juazeiro, no Vale do São Francisco, acusado de apropriação indébita qualificada de aproximadamente R$ 129,5 mil. De acordo com a denúncia da promotora de Justiça Maria Anita Corrêa, o valor corresponde à soma de valores pagos por 17 clientes do corretor em relação a entradas e taxas de administração devidas à construtora responsável pelo empreendimento Condomínio Residencial Bonanza, no município de Itaberaba. No pedido de prisão, a promotora destaca que as ações do denunciado, além de gerar prejuízo à empresa, envolveram “pessoas humildes, que economizaram suas finanças para almejar realizar o sonho da casa própria”. O corretor foi preso na cidade, depois de ser localizado por meio do serviço de inteligência da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI) do MP. A prisão preventiva foi decretada no último dia 1º pelo juiz Carlos Roberto Silva Júnior. Na decisão, o magistrado considerou que a permanência do corretor em liberdade poderia atentar contra a ordem pública, dada “a gravidade concreta da conduta e lesividade do modus operandi do réu, que praticou os delitos de forma premeditada e organizada, causando prejuízo à vítima por diversas vezes”.
BN

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP