Cinco jogadores da seleção cubana de vôlei são condenados a prisão por estupro

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Um tribunal finlandês condenou à prisão, nesta terça-feira, cinco membros da seleção cubana de vôlei masculina, por estupro com agravantes. Eles também devem pagar 24.000 euros (aproximadamente 88.000 reais) em compensação para a vítima. Osmany Santiago Uriarte Mestre, Norberto Ricardo Calvo Manzano, Abrahan Alfonso Gavilan e Rolando Cepeda Abreu foram condenados a cinco anos de prisão, e Sosa Tomas Luis Sierra recebeu pena de três anos e meio. O Tribunal do Distrito de Pirkanmaa absolveu um sexto acusado, que estava detido na cidade de Tampere. O julgamento foi realizado a portas fechadas.

Os homens negaram as acusações e disseram que são inocentes. Ainda não está definido se os condenados vão recorrer. Alguns disseram que haviam tido uma relação sexual com a vítima finlandesa, mas negaram que tivesse ocorrido uma violação.

Oito membros da equipe de vôlei de Cuba foram detidos no início de julho, durante a Liga Mundial de Vôlei, por acusação de estupro de uma mulher em um hotel onde a equipe estava hospedado em Tampere, a 170 quilômetros ao norte da capital Helsinque. Dois foram liberados sem acusação.

Durante o processo, a Federação Cubana de Vôlei reconheceu as prisões e disse que a investigação parecia indicar atos dos jogadores contrários à “disciplina, senso de honra e respeito que governam nosso esporte e nossa sociedade”. *Informações do Estadão

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP