Camila Pitanga fala sobre morte de Domingos Montagner: 'Me deu a chance de viver'

segunda-feira, 19 de setembro de 2016


A atriz Camila Pitanga falou sobre a morte do amigo e parceiro de gravação, Domingos Montagner, que se afogou na última quinta-feira (15), durante um mergulho no Rio Francisco, na cidade de Canindé do São Francisco, na divisa entre Sergipe e Alagoas. Camila narrou os momentos de desespero pouco depois que os dois entram na água. 

Segundo ela, o motorista que estava com eles chegou a estranhar que o local estivesse vazio, mas os atores não se importaram e acabaram mergulhando em trecho profundo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o local é um dos mais perigosos da região. “A gente tava nadando a favor de uma correnteza muito perene, e não percebemos”, disse ela. Ao perceber a correnteza, Camila tentou voltar. Ela conta que entrou em desespero e nadou até as pedras. Ao se segurar nas rochas, ela notou que Domingos não nadava. "Ele estava assustado". 

“Sai para ajudá-lo. Peguei nos braços dele e pedi para ter calma”. Ela disse que soltou os braços dele para mostrar que conseguiriam nadar. “Ele não falava nada. Estava parado. Ele disse: ‘Não to conseguindo'”, contou. Nesse momento, a atriz gritou por socorro e Domingos engoliu água. Ele afundou por duas vezes e, após a segunda, não voltou mais. Quando percebeu o que estava acontecendo, a atriz diz que se arranhava, se debatia e gritava. Mas conta que sabia que não podia voltar ao local onde estava Domingos. 
"Quando ele submergiu eu entendi que eu poderia ir lá, tinha alguma coisa maior que eu não estava imaginando, não sei o que era. Era o desespero de eu vou, e alguma coisa dizia não vai. Comecei a gritar, me arranhava me batia e não tinha ninguém. Eu sabia que não poderia ir. Eu acho que provavelmente alguma coisa estava segurando a perna dele. E ele, lindo que é, generoso, não dividiu a real comigo", explicou ela. 

"Eu queria salvar o meu amigo, mas sabia que não dava, não podia. Pensei na minha filha. Esse átimo de segundo tudo parece que volta, acontece, e ele sumiu. Em nenhum momento ele me pegou, me agarrou. Ele me salvou. Sabia o que estava acontecendo e me deu a chance de viver. Uma coisa muito generosa. Ele só dizia 'Não estou conseguindo'. Ele estava desesperado, não queria ir, cheio de vida, de projetos, uma família linda...", disse Camila. 

Domingos desapareceu no trecho conhecido como Prainha por volta das 14h do dia 15 e o corpo foi encontrado às 18h, a 18 metros de profundidade preso nas pedras. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe apontou a morte por afogamento. O corpo do ator foi enterrado no último sábado, em São Paulo. Ele deixou a mulher e três filhos.
Correio 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP