Amauri Teixeira ouve queixas de moradores da Caeira e Bananeira, durante caminhadas

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Em mais um dia de caminhada pelos bairros de Jacobina, nessa segunda, 20, o candidato a prefeito da coligação “Unidos por Uma Verdadeira Transformação”, Amauri Teixeira, acompanhado de Carlos de Deus (PSB), candidato a vice-prefeito e de membros da coligação, registrou mais um dia positivo, de diálogo com os moradores dos bairros da Caeira e Bananeira.
 Em sua campanha militante, em contato direto com a população, Amauri e coligados sentiram, mais uma vez, o calor e a confiança e desejo que as têm, por mudança. Descuidados pelo poder público, os moradores da Caeira  reclamam da má iluminação das ruas, da ausência de creches e escolas, do atendimento do posto de saúde do bairro, e da precariedade do sistema de saúde.

 “Mais uma vez presenciamos o prejuízo que traz a briga de dois grupos, por 20 anos. A Caeira está abandonada, quase todas as ruas têm esgoto correndo a céu aberto. A prefeitura vai lá, diz que vai fazer e nunca faz”, destaca. Segundo os moradores, após quatro anos de ausência, o atual prefeito faz campanha eleitoral visitando apenas as ruas centrais de cada bairro. “Não procura saber do que a população precisa e, quando chega o período eleitoral, não tem coragem de visitar as ruas mais afastadas”, diz Amauri.

Do mesmo modo, no bairro da Bananeira, Amauri ouviu as mais diversas reclamações. Problemas de esgotamento sanitário, má iluminação das ruas, precariedade na limpeza pública e na coleta de lixo, e a péssima qualidade de serviços de infraaestrutura, são algumas das queixas principais.

“Hoje, vimos a forma de governar do atual prefeito. Fez um calçamento, na rua derradeira da Bananeira, bem no estilo dele. Serviço porco, porque não tem nem dois meses de construção e já tem buracos e paralelepípedos soltos. A população, ao invés de ficar satisfeita com a obra eleitoreira, está revoltada. O bairro está um caos. As pessoas se ressentem da ausência do poder público”, explica.

Muito bem recebido em ambos os bairros, Amauri agradece a boa acolhida, o apoio e o carinho. “A população mostrou que está consciente. Fomos recebidos efusivamente por diversos grupos, chamando o 13, gritando o 13, dizendo que só o 13 para mudar. Ficou claro que as últimas gestões foram fechadas, autocráticas e sem transparência. O povo, no dia 2 vai dar o troco, vai votar 13, para mudar”, ressalta.

“Vamos continuar as nossas caminhadas pelas ruas, dialogando com a população, aumentando a nossa vantagem para os outros candidatos e faremos isso, também, quando estivermos na prefeitura. Os últimos gestores foram ausentes, não estiveram presentes no cotidiano, não acompanharam as obras e não dialogaram com a população”, completa.

Saúde
Entre as queixas comuns, no dia de ontem, muito se reclamou sobre a carência na saúde pública, no município. De acordo com Amauri, vários moradores exigiram a reabertura do Hospital Regional Vicentina Goulart.

“A nossa resposta é simples, quando nos cobram a reabertura do Hospital Regional. Dizemos que nós somos os únicos que temos condições de reabri-lo e manter funcionando, plenamente, o Hospital Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), porque estamos fora da briga e fora dessa pirraça dos dois grupos. Vamos governar sem ódio, para todos. Vamos reconstruir a cidade, inclusive a saúde”, finaliza.

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP