Polícia Civil e Marinha simulam resgate de reféns

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Equipes da Coordenação de Operações Especiais (COE), da Polícia Civil, com sede na Bahia, e do Grupamento de Mergulhadores de Combate, da Marinha, com sede no Rio de Janeiro, participaram, na manhã de quarta-feira (3), de um treinamento tático integrado, na Base Lince, da unidade baiana, na região de São Cristóvão, próxima ao Aeroporto.

O exercício faz parte de uma série de atividades que a COE/PC e as Forças Armadas vêm realizando, nos últimos 60 dias, para a prevenção e combate a possíveis ações terroristas durante as Olimpíadas na capital baiana. A última atividade desse porte ocorreu, em Goiânia (GO), com a participação de equipes SEALs, da Marina norte-americana.

Segundo o delegado André Viana, coordenador da COE, os dois principais objetivos de eventos como estes é aperfeiçoar as ações de segurança, visando às Olimpíadas, e promover a integração das várias equipes da PC e das Forças Armadas para um melhor trabalho neste período de etapas dos jogos em Salvador.
Ainda, de acordo com o delegado da COE, que coordenou a ação de quarta-feira na companhia de um oficial da Marinha, outros treinamentos estão previstos nas próximas semanas, mesmo durante a realização dos jogos. “Operamos como uma equipe esportiva, que treina todos os dias durante a competição, visando atingir o ápice”, comparou o delegado.
Na Base Lince, os especialistas no combate a ações antiterroristas simularam três exercícios: a entrada em um prédio fechado, no qual há a presença de reféns; varredura de artefato, com o uso de cães treinados; e treinamento de armamento e tiro.
Acorda Cidade 

Postar um comentário

  © Augusto Urgente De olho na Notícia! by Augusto Jacobina 2013/2017 - Contato: (74) 9125-2490 / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP