Mulheres sírias queimam burcas para comemorar expulsão do Estado Islâmico

sábado, 6 de agosto de 2016

Para as mulheres sírias, a libertação das suas cidades pelo Estado Islâmico (EI) se traduz em um símbolo emocionante. Em Manbij, elas queimaram as burcas que haviam sido forçadas a vestir diariamente pelos jihadistas. A celebração pela expulsão dos combatentes foi registradas em um vídeo que circula pela internet. 

"Que se dane esta estúpida invenção que eles nos fizeram vestir", disse uma das mulheres enquanto saía das roupas pretas que cobriam todo o seu corpo. "Nós somos seres humanos, nós temos nossa liberdade".

As imagens foram publicadas pela agência de notícias “Anha”. Uma multidão de mulheres e crianças comemoram enquanto assistem aos tecidos serem tomados pelas chamas na rua.

Mas o controle das vestimentas esta longe de ser a única medida repressora dos jihadistas sobre os civis. Elas não podem sair de casa sem um acompanhante do sexo masculino. Outra mulher contou como os extremistas abusaram de moradores e sequestraram meninos e homens.

"Eles proibiram a televisão e o telefone. Eles levaram toda a carne e todo o pão. Nós temos vivido com fome", relatou. "Eles levaram nossos homens e os mataram. Eles prenderam nosso povo em prisões e nós queremos eles de volta".As imagens foram gravadas no dia 30 de julho, quando forças de segurança forçaram o EI a retroceder da cidade de Manbij.
Correio 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP