Jovem morto em lan house em Águas Claras foi executado por engano

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

O jovem Samuel Felipe Pereira, 21 anos, morto no último domingo (31) em um lan house em Águas Claras, foi assassinado por engano. Segundo informações do jornal Correio, o verdadeiro alvo era um irmão dele que seria ligado à Katiara. A versão foi confirmada por um agente do Serviço de Investigação da 13ª Delegacia Territorial (13ª DT/ Cajazeiras XI). Após a morte de Samuel, a Katiara revidou a ação e foi responsável pela morte de um jovem que morava na região. Franklin Silva Santos, 17 anos, foi morto em Águas Claras em menos de 48 horas depois da morte de Samuel. Testemunhas afirmam que nenhum dos dois tinha envolvimento com o crime e que ambos morreram em decorrência da guerra de facções no bairro. As quatro principais facções criminosas da Bahia atuam no local: Comando da Paz (CP); Caveira, ligada ao Primeiro Comando da Capital (PCC); Katiara e o Bonde do Maluco (BDM). “Todos os bairros têm facções, grupos de bandidos, formados por jovens, que se associam a eles por uma questão de inclusão. Daí vem a luta pelo espaço para traficar e, consequentemente, as mortes. Em Águas Claras não é diferente”, afirmou o comandante da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Cajazeiras), o tenente-coronel Jackson Macedo Damasceno, ao Correio.
Informações do Jornal Correio 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP