Governo convoca 3,4 mil agentes aposentados para Rio 2016; custo será de R$ 38 mi

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

O Ministério da Justiça convocou 3,4 mil policiais e bombeiros aposentados para atuar na revista dos acessos às áreas olímpicas durante os Jogos Rio 2016. A medida foi tomada a três dias da abertura oficial da Olimpíada, após desistência da Artel Recursos Humanos - empresa contratada para realizar o serviçi. De acordo com a Folha, os agentes farão revistas no Cristo Redentor e no Pão de Açúcar, após pedido do secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame. A mobilização deve custar ao governo pelo menos R$ 38 milhões, já que cada recrutado receberá R$ 560,50 por dia até 22 de agosto - os funcionários da Artel receberiam R$ 26 por dia. A empresa vencedora da licitação receberia R$ 17,3 milhões para fornecer até cinco mil homens que cuidariam dos raios-X, detectores de metal e da revista de bolsas nas áreas de acesso às competições. A empresa pediu mais R$ 2 milhões para contratar as pessoas, mas não cumpriu o contrato e apresentou apenas 527 dos homens previstos. Por causa disso, foi preciso selecionar PMs e bombeiros inativos. O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, informou à Folha que abriu um processo adminsitrativo contra a companhia, que deverá ser multada e impedida de participar de futuras licitações com o governof ederal. "Todo o cronograma de segurança foi cumprido. Já temos todos os 3.400 e até amanhã todos estarão treinados e operando. Teremos até uma segurança maior, já que são policiais", afirmou Moraes. BN 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP