Fotógrafo que perdeu a visão de um olho com bala de borracha tem indenização negada

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

O fotógrafo Sérgio Silva, que perdeu a visão de um olho após ser atingido por uma bala de borracha da Polícia Militar, durante um dos protestos de junho de 2013, teve pedido de indenização negada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Em decisão proferida na última quarta-feira (17), o juiz Olavo Zampol Júnior avaliou que Silva é culpado pelo ferimento ao ter se colocado “em situação de risco” por se posicionar entre a polícia e os manifestantes para fotografar. Na ação, o fotógrafo pedia uma indenização do Estado de São Paulo no valor de R$ 1,2 milhão, além de uma pensão mensal e o reembolso das despesas médicas. No dia 13 de junho de 2013, quando Silva foi baleado, outros 15 jornalistas se feriram. Na época, o comandante da PM Benedito Meira afirmou que as ocorrências faziam parte do “risco da profissão”. Após o acidente, Silva participou de diversas campanhas contra a violência policial. Em 2014, a ONG Anistia Internacional chegou a cobrar do Estado a reparação pelo incidente. Neste mesmo ano, o fotógrafo se reuniu com o então secretário de segurança pública paulista, Fernando Grella Vieira, e entregou uma petição pelo fim do uso de bombas de efeito moral e de balas de borracha em manifestações. BN

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP