Davi Fiúza: Caso completa dois anos em outubro; inquérito ainda passa por revisão

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

O inquérito que investiga o desaparecimento do jovem Davi Fiúza após uma operação policial na localidade de Vila Verde, no Parque São Cristóvão, em Salvador, ainda não foi concluído, de acordo com informações da Polícia Civil. A assessoria da instituição afirma que só vai se pronunciar sobre o caso após a finalização do inquérito, que deve ocorrer em breve. Há um mês, o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, em entrevista ao Bahia Notícias, garantiu que o inquérito estava “prestes a ser concluído”, mas que passava por um processo de revisão. “Tinha passado somente por uma análise um pouco mais criteriosa das provas que foram produzidas ao longo desses últimos meses. Foram sugeridas quebras de sigilo telefônico e outros elementos. E a gente quer ter realmente uma segurança naquilo que vai ser transmitido nessas investigações”, afirmou, à época. Davi desapareceu em outubro de 2014, aos 16 anos . Em abril deste ano, em entrevista ao jornal Correio, o advogado da família afirmou que o inquérito já havia sido concluído, e que foi verificado que o jovem foi raptado por uma equipe de alunos do curso de formação da Polícia Militar, durante uma atividade para obtenção do diploma do curso de soldado. Ainda segundo o advogado, 23 pessoas foram indiciadas pela morte do menino, além dos crimes de ocultação de cadáver e formação de quadrilha. BN

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP