Bombeira vítima de estupro no Parque Olímpico celebraria aniversário da filha

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

A bombeira civil vítima de estupro dentro do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro, iria celebrar o aniversário da filha de 2 anos no dia em que o crime aconteceu. Ela estava dormindo no momento do crime e não tinha condições de resistir ao ataque de Mendes, que tentou passar a mão por baixo de seu uniforme, segundo a polícia.

O segurança Genival Ferreira Mendes foi preso em flagrante. De acordo com o marido da vítima, ela foi chamada para trabalhar lá pelo próprio autor do crime. "Ela trabalhava há dois dias lá. Foi o Genival que a chamou para trabalhar lá. Isso estragou nosso fim de semana. Era o aniversário da nossa filha de dois anos. Tivemos que cancelar. Ela está sob o efeito de remédios", informou o homem ao 'Extra'.

Em depoimento, a bombeira informou que Genival a havia liberado do trabalho para dormir na sala dentro da instalação na área onde ocorrerão as competições de ciclismo dos Jogos de 2016. No momento em que foi atacada pelo segurança, a vítima se assustou e conseguiu chamar um tenente da Força Nacional. 

O Comitê Rio-2016 informou que “repudia veementemente qualquer tipo de violência e desrespeito”. 
Correio 

Postar um comentário

  © AUGUSTO URGENTE DE OLHO AN NOTÍCIA! by Augusto jacobina 2013/2014 - Contatos: (74) 9125-2490 / 8107-1105 / 9935-8985 / / E-mail: cidadedoouro@globomail.com

Back to TOP